SUMO – Coletivo Clã Destino

Por Maurileni Moreira

Fotografia Italo Andre

Fotografia Italo Andre

O coletivo Clã-Destino – Grupo de Teatro do Cuca Barra surge a partir da iniciativa dos alunos que cursaram o Curso Intensivo em Iniciação ao Teatro e Teatro Oprimido, tendo como orientação pedagógica a educadora, atriz e dançarina Roberta Bernardo. Em apresentação no Festival de Esquetes da Cia. Teatral Acontece, eles apresentaram o espetáculo criado em Dezembro de 2013. Sumo, de acordo com as palavras de José Anselmo, integrante do grupo, é livremente inspirado na obra de Anton Tchekhov O jardim das Cerejeiras.

O grupo se propõe a trabalhar com as linguagens dança e teatro, unindo ao texto corpo e movimento. Foi impossível não relembrar o começo do grupo CEM – Centro de Experimentações em Movimentos, coordenado e dirigido por Sílvia Moura. Deva-se a esta memória, talvez, a figura da Roberta Bernardo e a minha, por termos ambas vivenciado e contribuído nos espetáculos movidos a desabafos e corpos vivos. No Centro de Experimentações em Movimentos, em 2002, assim que surgiu até hoje nossos desejos e inquietações delineava a nossa dança. Dançávamos sobre o que queríamos gritar, dançávamos a solidão, dançávamos a convivência, dançávamos todas as crises que pairavam em nossos dias.

Em SUMO, estava presente uma similar linha de investigação a este fazer teatral dito anteriormente: corpos que se movem, cruzam o espaço cênico, voz e movimento aliados ao processo, músicas que por si só nos levam a um outro espetáculo ou lembrança, e perguntas dirigidas ao público: Você tem sonhos?

Sim, eu tenho sonhos. A resposta não foi ouvida. Os atores não foram ouvidos. Já estava em palco o desmatamento total, não só de cerejeiras.

No entanto, em palco vimos a vontade de estar presente, o desejo de estar cena, a mobilização de se fazer algo para além do que está definido. Corpos queriam se mover e falar do seu cotidiano. Falar de um sumo, falar do que fica, falar do que se concentra. Tchekhov nem foi ouvido, mas existia ali uma tonalidade corporal e uma saga de se expressar que causa esse aborrecimento de querer sair da América e não conseguir sair de onde está para ir. A verdade tem de ser latente, A verdade tem que estar em processo. É preciso se ouvir, se escutar, conviver e encontrar – não a unidade- mas encontrar o que da crise dos seus dias faz quererem estar perto, querer criar…

Parabenizo o grupo Clã Destino de Teatro e queremos vê-los cada vez mais em cena: trabalhando e maturando suas ideias.

 

Anúncios

Um comentário sobre “SUMO – Coletivo Clã Destino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s